Outra história

Há quem diga que escrever é facil. Há quem diga que escrever é difícil. Há quem jogue na cara “é só começar”. Há quem tenha medo de mostrar as ideias. Existem aqueles que se acham gênios. Existem aqueles que se acham lixo.

Existem aqueles que copiam o gênero do escritor favorito. Existem aqueles que inventam algo tão legal, mas que deixam para lá, pois acham que com certeza alguém já criou isso. Exitem aqueles que arriscam, escrevem, revisam, investem, publicam e esperam.

Esperam o reconhecimento, esperam os míseros cheques da editora, esperam que o Jô tire uma da sua cara numa entrevista combinada, ou que alguém realmente ache as placas de divulgação de livros no metrô interessantes.

E tem aqueles que para não esperarem frustrados algo que não virá como o sonhado, simplesmente deixam folhas e folhas de histórias, contos, poemas, romances, paródias e cartas guardados em algum lugar numa casa antiga, com poeira, baratas, roupas velhas e papel, muito papel.

E aí que nossa história começa…

* Já que ando lendo muito por causa da FLIP, e sofrendo um pouco por não ter ido, resolvi exercitar a ficção. A segunda parte do texto posto algum dia.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Izabel

Uma resposta para “Outra história

  1. Su!

    Esse texto me fez bem! Não sei ao certo em qual dos “quens” me enquadro, mas foi muitíssimo bom ler…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s