De novo, a confiança

Por: Marianna Abdo

Você não liga para as minhas unhas roídas. 

Se liga, não fala. 

Isso já é muito. 

Passei a vida ouvindo longos sermões cada vez que voltava a roer as unhas. Sei que é feio. Não faço porque quero. Sim, prefiro longas e vermelhas. Vou parar assim que der. 

Quando pegou minha mão, pensei em recolher. Não gosto que vejam. Foi então que meu peito se encheu daquela intimidade gostosa, daquela sensação de estar em casa. Aqui, eu posso. 

E é por isso que quero passar a vida com você nela. É por isso que entendo esse desejo de te ver em momentos de unhas longas e vermelhas e de doloridas e roídas.    

E isso poderia ter muitos nomes. É o que alguns chamam de amizade e é o que chamamos de confiança. De novo, o presente da confiança.

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Marianna

5 Respostas para “De novo, a confiança

  1. Nada como se sentir em casa…. Tenho momentos assim com pessoas queridas. O “deixar” sermos quem somos é muito melhor que elogios triviais, né? bjo!

  2. Tem horas em que é melhor calar. Entenda como quiser… 😉

  3. Juliana

    Amigos que não ligam pra unhas roídas e corações partidos..=) PS. Ciúme

  4. Vanessa, porque não trocamos o papel de telespectadora de séries para nos tornarmos roteiristas?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s