Pobre inveja

Por: Marianna Abdo

Sempre achei bobo esse papo de “sentem inveja de mim”, “falam da minha vida”, “me copiam”. O facebook está cheio de posts com declarações parecidas. Estranho. Será que sua vida realmente causa todo esse efeito por aí?

Já estive em rodas de fofoca, já fui vítima de mal entendido e já desejei que as pessoas me esquecessem. Mas não reparo por aí se as pessoas imitam meu jeito de vestir, não me importo se compram algum objeto igual ao meu ou se incorporam no vocabulário uma ou outra expressão que eu uso ou criei.

Ingênua ou não, acredito que as pessoas vêm banalizando o uso da palavra inveja ou desejando ser invejadas.

Que tal descobrir e reparar em outros sentimentos? Atentar-se ao sentimento daquele amigo querido, à confiança conquistada e em como, talvez, as pessoas gostem também (e só gostem) da maneira como você se veste, do modelo do seu carro e do seu vocabulário engraçado. 

E se a inveja for verdadeira, dar ibope pra quê? Deixa pra lá, bobo. Finge que não viu pra não pegar. O que ignoramos, raramente nos afeta.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Marianna

2 Respostas para “Pobre inveja

  1. Bruna Bueno

    Quem nunca (no 2° §)??!!! Eu acho que é uma “febre” idiota de falta de vocabulário e criatividade, como aqueles que usam da “inveja” uma desculpa para aquelas coisas que não deram certo!! Lamentável! Como eu diria inveja de c@ é r@@@ rsrsrsrs!

  2. Juliana

    Realmente tem cada vez mais invejosos e falsos-invejosos. Às vezes me parece que as pessoas não tem mais o que fazer…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s