Médico amigo

Por Juliana

Outro dia, num sábado qualquer, fui almoçar na casa dos meus avós, programa que faço bem menos do que gostaria. Depois de um delicioso peixinho frito com arroz, salada e batatinhas, meu avô segue para o sagrado cochilo da tarde e eu e a vovó engatamos um papo tão gostoso quanto o almoço.

Aqueles fofos são, na minha vida, as pessoas que melhor traduzem a palavra bondade. Por isso não consigo ficar tão brava com o peixe frito ou quando vejo na geladeira patês, mortadela e salame. Eu reclamo, eles sabem que faz mal, mas amoleço no “Juju, se a gente não comer mais nada vamos viver tristes o pouco que nos resta”. Argumento completamente aceito. Imagino que não é fácil.

A questão é que, na conversa, os olhinhos da minha avó brilhavam e eu descobri uma peça fundamental de mudança na rotina dela, o novo médico. A gente se depara com uns médicos muito estranhos hoje em dia, né! Em ambulatórios, consultórios, mesas de cirurgia. Apáticos, distantes. Há quem fale “mas o sujeito está lá pra ser médico e não ser simpático ou bacana”. Dá pra discordar facilmente pelos olhinhos da vovó.

Depois de anos visitando todas as especialidades possíveis, principalmente para tentar minimizar as dores nas costas e a insônia, ela encontrou num cardiologista homeopata uma inspiração.

“Ele falou, Juju, pra eu fazer hidroginástica”. E lá está ela toda semana com o maiô e a touquinha dentro da piscina. “Ele disse que preciso andar com a bengala pra não forçar as costas”. E ela usa diariamente, coisa que ninguém da família havia conseguido. “Ele falou pra eu ler esse livro”. Tradicionalmente católica e lendo um livro indicado pelo médico espírita sobre a vida de São Lucas. No mínimo curioso.

Vovó senta no sofá e mostra as toalhinhas que está bordando para os filhos do médico, imagino que com o mesmo cuidado e zelo com que é tratada todas as vezes que tem uma consulta. E ele, o médico, penso eu, deve olhar pra ela como quem sabe que a velhinha não vai querer nunca mais estar 100%, pois isso acabaria em não encontrar mais a inspiração que lhe faz tão bem.

Anúncios

10 Comentários

Arquivado em Juliana

10 Respostas para “Médico amigo

  1. 1 – chorei.
    2 – o texto está lindo e já estava com saudades.
    3 – espero que minhas avós encontrem médicos assim em seus curtos passos!

  2. Vovó Tereza

    Juju, adorei! Você como jornalista deve colocar esse texto nos jornais e vender um monte. Beijos da vovó que te ama muito! (Tradutor: Maurício Thomaz kk)

  3. Renata Thomaz

    Ainnnnnnnnnnnd Ju..que fofo…já passei por isso tb com a vovó…ela me mostrou as toalhinhas…ficaram mto fofas….Ai que saudade de poder almoçar lá todo dia.. : (

  4. Mayra

    Lindo!!!!!!!!!!! A cara da minha vovó de 85 anos!! 🙂

  5. Marina Lourenção

    Você é incrível…eu te admiro cada vez mais e mais! Parab´pens pelo texto e por ser tão especial!!

  6. Amanda Assad

    Juju, que coisa linda! Eu e Marina Lourenção demos uma choradinha básica com ele, viu! Fico muito, mas muito feliz, por saber que ainda existe gente como você nesse mundo, com uma alma e um coração tão grandes! Você e essa doçura toda fazem falta no dia a dia da gente. Beijão!

  7. eliane.castro@ketchum.com.br

    Ju,além de bem escrito, o texto emociona. Médicos são fundamentais na vida em qualquer fase, mas a receita vai além dos medicamentos. Se acrescentar sensibilidade, atenção e carinho os resultados são potencializados. Fico feliz por sua linda avozinha ter conseguido um assim!
    Beijos saudosos, Eli

  8. Paulo Previatti

    Ju, parabens pelo texto.Muito bem escrito, leitura muito agradável, principalmente para mim que conheço os protagonistas da narrativa…Voce focou muito bem a importancia do médico na vida dos menos jovens, como é o meu caso…Por outro lado, nós, os mais vividos, agradecemos a Deus por eles existirem.
    Bjs do tio Paulo

  9. Bel

    Ju, me passa o telefone desse médico que eu levarei a MINHA avó!
    Lindo texto, eu vou imprimir e mostrar pra minha! Achei mais fofo ainda que a sua avó comentou =) Que liiiinda! beijos

  10. Thiago Pugliesi

    Oi,Ju! Que texto lindo, parabéns! Fiquei emocionado…

    Beijos, querida!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s