11 livros para 2012

Por: Marianna Abdo

Eu sou daquelas viciadas que sentem abstinência assim que termina um livro. E como vira e mexe um amigo me pede uma dica de leitura, resolvi preparar esse post com as minhas indicações para 2012 com um mês de atraso.

Não li todos e não sei se conseguirei passar a régua nessa lista até o final do ano. Eu sempre acabo tropeçando em um ou outro título que altera a ordem da minha fila e, por acreditar que nenhum livro cruza o seu caminho sem razão, acabo não seguindo listas. 

1- Cem Anos de Solidão (Gabriel Garcia Marquez): Por algum desleixo meu e uma certa ironia da vida, não o tenho na minha estante.  Mas é minha indicação de leitura para esse ano e para todos os seguintes. O melhor que já li. Para 2012, minha esperança de releitura.

2- Alta Fidelidade (Nick Hornby): Comecei a seguir uma pessoa no Twitter achando que era um antigo professor. Mesmo nome, mesma profissão e gostos muito parecidos. Antes de descobrir que tratava-se de outra pessoa, o tal perfil indicou esse livro e por admirar muito o tal do professor, rodei as livrarias atrás dele. Era para o Nick Hornby entrar na minha vida. Li e amei. Sim, acredito em destinos quando se trata de leituras. Bem humorado e irônico com as fraquezas masculinas e femininas é desses livros que te dá um choque de realidade e identificação com os personagens. Gosto quando a literatura ousa e te apresenta personagens que poderiam ser você, seu vizinho, algum amigo. Figuras reais e longe do “felizes para sempre” da Disney. Agora, comecei a ler “Juliet, nua e crua” do mesmo autor e já estou fascinada.

3- Um Dia (David Nicholls): fiz metade dos meus amigos ler (e chorar) indicando esse livro. Já falei mil vezes dele nas redes sociais e nesse post aqui. Prometo parar. Mentira. Sério! Quem ainda não leu, nem assistiu o filme, corra! Lindo, no estilo Hornby, mais um encanto de personagens reais. Dexter e Emma, amo vocês.

4- Felicidade Conjugal (Liev Tolstói): Esse aqui é para a mulherada (vou ser machista agora) que acha que paixão deve durar a vida toda. Hello!!!! Em que mundo você véve? Filha, curta as delícias de um relacionamento longo e pare de esperar o frio na barriga após 25 anos de casado. Se você não sabe quais são essas delícias, esse é o livro. Tchau.

5- Anna Karenina (Liev Tolstói): mais um pouco de Tolstói não faz mal a ninguém. Ainda não li. Então por que indico? Simplesmente porque ele é considerado o melhor romance do mundo. Precisa de mais?

6- Precisamos falar sobre o Kevin (Lionel Shriver): Estou pensando a respeito. Já paquerei na livraria algumas vezes, mas não comprei. Não sei ainda o que penso. Virou filme e está em cartaz. Super indicação de Raquel Cozer, mas já ouvi dizer que é bem deprimente. Trata-se da agonia de uma mãe que tenta entender a maldade doentia do filho autor de um massacre em uma escola. Ponto de vista no mínimo curioso e tema bem contemporâneo, não?

7- O Olho da Rua (Eliane Brum): já indiquei aqui um livro dessa que é minha jornalista preferida. Esse reúne 10 grandes reportagens e seus bastidores. Para jornalistas e cidadãos que querem conhecer realidades nada distantes de nós.

8- Era dos Extremos (Eric Hobsbawm): um pouco de história para a lista. Relato incrível do século XX, indicação (dos bons) colégios e (das boas) escolas de jornalismo.

9- O Príncipe (Maquiavel): sempre atual, essa é a leitura para entender o jogo político e corporativo e tirar algumas lições de estratégia e adaptá-las a sua realidade e valores.

10- Os Deuses Chutam Latas na Consolação (Gílson Rampazzo): esse é para aprender a escrever. Tive o prazer de fazer oficina literária com o autor e depois o prazer de gargalhar com os personagens caricatos de seu livro. 

11- Poemos Completos de Alberto Caeiro (Fernando Pessoa): Caeiro é meu heterônimo preferido do Pessoa e esse livro é para quem quer um pouco de poesia na vida, mas não tem paciência para poemas melados e amores idealizados.

 

 

 

 

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Marianna

2 Respostas para “11 livros para 2012

  1. Mariana Arantes

    Mari, Felicidade Conjugal está na lista dos meus melhores livros, amei tbm!

    Aproveitando seu comentário sobre “Precisamos falar sobre Kevin”, vou deixar minha opinião: devorei esse livro muito rápido. De fato não é uma leitura gostosa, mexe com muitos sentimentos e acaba por tirar o leitor da zona de conforto. Incomodo, tem momentos que dá vontade de jogar o livro pela janela e em outros você simplesmente tem compaixão por uma mãe que vê o mundo de cabeça pra baixo por conta de um filho totalmente doente. E a pergunta é: até que ponto os pais são responsáveis pelas atitudes doentias dos filhos? Vale a leitura!

    Já estou no segundo romance da autora “O Mundo Pós aniversário”. Só uma dica: primeiro o livro, depois o filme!rs Beijos

  2. Droga Mazinha! Tenho um mestrado pra terminar! Droga! Humpf!
    Depois que ler alguns eu te falo o que achei!
    Já li uns dessa lista também

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s