Cena de filme

Por: Marianna Abdo

“Você precisa superar isso”, disse ele enquanto estavam lado a lado, deitados de barriga para cima, na cama de casal. Ficavam sempre assim, davam risadas, choravam (quase nunca os dois), falavam banalidades, às vezes de mãos dadas.

Com a frase, ele cometia dois erros: a palavra “precisa” sugerindo obrigação e o tom de urgência na superação que ela sempre alcançava com rapidez.

“Me deixa sofrer um pouco mais só dessa vez”, ela quis dizer pra ele… e pro mundo.

Lembrou de ter lido em algum lugar que as pessoas cansam de ouvir algo que o outro ainda quer repetir por um tempo. Lembrou da Eliane Brum dizendo que a melhor forma de esquecer é lembrando.

Ela quis dizer para ele entender, mas não disse. Ao invés disso, chorou alto e falou mais ainda. Acontecia sempre que chorava: seus ouvidos tapavam e por isso achava que precisava falar mais alto para ser ouvida.

“Mais do que você, mais do que ninguém, eu quero superar isso. Você acha que estou feliz de estar assim? Eu e somente eu sou interessada em tirar isso daqui de dentro. Mas não estou conseguindo agora, entendeu? Cadê o botão? Onde fica o botão pra tudo isso passar? Me diz, vai?! Cadê? Eu aperto agora se souber o caminho. Cadê? Fala!”.

Era a primeira vez que ele errava, que ele não dizia algo que ajudava, que não acelerava o processo de cura e ela, exigente que é, não pode entender o primeiro erro dele. E antes que ela voltasse a repetir tudo, ele a entrelaçou com as pernas e braços como num golpe no octógono e apertou, forte, com toda sua masculinidade.

Ela lembrou de um episódio de Grey’s Anatomy em que uma das médicas fez o mesmo com a outra que surtava e disse que isso ajudava o pânico ir embora. Disse:

“Você está sendo infantil” e ele soltou, imediatamente.

Seja como for, funcionou.

Passado o choro, ele olhou para aquele rosto familiar que tantas vezes tinha visto molhado de lágrimas e com o nariz escorrendo e disse:

“O mais legal em você é a sua intensidade. Que bom que ela está aqui hoje”.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Marianna, Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s