Arquivo do mês: janeiro 2015

O que poderia ter sido

2015-01-27 06.21.388 anos, 7 meses e 24 dias.

Certas músicas vem na minha cabeça do nada. Músicas alegres quando quero ficar triste, músicas tristes quando luto para ficar alegre.

Quando minha cabeça está prestes a explodir diante do mundo que eu conheci, e você não, você vem e me lembra que existiu.

Conforme o tempo passou eu fui esquecendo o seu dia. Agora eu lembro muito antes, ou muito depois.

Hoje me lembrei de você. Ao contar quantos dias você me deixou percebi que eles não tem sentido lógico. Somando todos dá 3, mas somente o dia 6 me assombra.

Minha mãe sempre disse, antes de você me deixar inclusive, que “quem acredita em Deus não tem medo de assombração”. Você não me assombra, sua lembrança é doce. Sua voz, quando ecoa na minha cabeça, é muda. Só lembro do seu sorriso.

Ainda assim, tenho medo. Tem dias que peço “não venha”, mesmo sabendo que você nunca virá. E foi você que escolheu isso.

Tem tanta coisa que eu queria contar! O mundo girou tantas vezes desde a última vez que conversamos. Eu mudei tanto! Aconteceu tanta coisa! Pessoas tomaram seu lugar no mundo dos vivos para preencher minha vida, e hoje, 8 anos, 7 meses e 24 dias depois eu fico pensando, o que teria acontecido se você ainda estivesse aqui?

http://grooveshark.com/s/Who+Knew/56fpdK?src=5

http://grooveshark.com/s/If+I+Die+Young/4cBVyF?src=5

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Izabel

Metas

A Iza2014-11-19 13.43.40 Espelho no Salão de Baile do Museu da Revolução - Havana - Cubabel de 13 anos veio lembrar a Izabel de 26 que ela queria ser escritora – e famosa – antes dos 30 anos. Ai meu Deus que eu só tenho mais quatro! (Agora fico feliz que escolhemos o nome desse blog para 20 e TANTOS, não 20 e poucos. Mais 4 anos e saio dessa ‘casa’ onde sempre quis estar).

Engraçado sempre querer chegar aos 20, mas ter feito metas a partir dos 30. Por exemplo, eu queria casar com 30, dar a volta ao mundo com 33, ter filhos com 35… Mas foi durante os 20 anos que eu conquistei tantas coisas que nem me dei conta (e fui deixando mais longe o sonho de ser escritora – e famosa).

Eu tinha 20 anos quando me formei na faculdade. Eu tinha 21 quando arrumei o primeiro emprego registrada. Eu tinha 23 quando cruzei o oceano, de avião, e viajei com uma das minhas anjas da guarda, numa loucura tanto social quanto financeira da qual não me arrependo. (Paris) Eu tinha 24 quando disse sim a um sonho que sonhei junto com o Rafael (nosso noivado). Eu tinha 25 quando terminei uma pós graduação suada, que não ‘mudou minha vida’ como eu esperava, mas me deu chances de conhecer uma atividade pela qual me apaixonei e quero investir muito tempo e dedicação para fazer acontecer em 2015 (facilitação gráfica). Eu tinha 26 quando sai de mãos dadas com o amor da minha vida (casamento) e fomos conhecer um país novo, somente algumas semanas antes de muita coisa mudar por lá (Cuba).

E agora, às vésperas de 30 (quatro anos passam voando, viu?), eu me pergunto porque não escrevi sobre tudo isso enquanto isso acontecia… Mesmo tendo esse blog lindo, ao lado dessas meninas incríveis, eu deixei de lado a criatividade, a reflexão e meditação que a escrita sempre me permitiram para fazer outras coisas… Mas que outras coisas?

A Meta para 2015 é criar mais.

Deixe um comentário

Arquivado em Izabel